Estalo, rangido e crepitação no joelho. Devo me preocupar?

Um dos principais motivos de procura ao especialista de joelho são barulhos na articulação: estalos, rangidos, crepitação, “sensação de areia”. Na maioria das vezes, isso não é um problema grave. Porém, é preciso investigar as causas para instituir medidas de prevenção e tratamento quando indicadas.

Por que o joelho faz barulho?

Sons no joelho podem ser causados por qualquer irregularidade das superfícies de contato no movimento, assim como qualquer estrutura que se mova repentinamente dentro da articulação.

, Estalo, rangido e crepitação no joelho. Devo me preocupar?, Ortopedista Especialista em Lesões da Cartilagem - DF

Quais são os tipos de ruído que o joelho pode fazer

Chamamos de estalo (ou estralo) os ruídos breves e repentinos. Já a crepitação é o ruído ou sensação relacionada com atrito ou irregularidade das superfícies, tende a ser mais constante no movimento. A crepitação é descrita frequentemente como “rangido”, “sensação de areia”, “sensação de raspar”.

Quando o barulho no joelho é preocupante?

O barulho pode acontecer em joelhos normais, sem lesões, mas também pode ser indicativo de problemas mais sérios.

A investigação sempre é recomendada, mas há critérios de maior seriedade:

  • Dor no joelho
  • Sensação de travamento
  • Atrapalha ou impede alguma atividade
  • Início após trauma (torção, contusão, impacto)

Como é feita a investigação do barulho no joelho?

A investigação começa por uma avaliação médica completa, avaliando a história clínica, exame físico do joelho. Quando é possível reproduzir o barulho na consulta, pode ser possível identificar em qual região da articulação ele é produzido. A estabilidade, capacidade de movimentação, presença de líquido ou inflamação e pontos de dor são avaliados.

Exames de imagem complementam o diagnóstico. A ultrassonografia pode ser feita no próprio consultório, e permite pesquisar a estrutura afetada dinamicamente, no momento do barulho. Já a ressonância magnética é o melhor exame para avaliação de estruturas dentro da articulação, como meniscos e cartilagem.

Como é o tratamento do barulho no joelho?

A estratégia depende da identificação das causas e do grau de incômodo para o paciente. Muitos casos não precisam de tratamento específico, e medidas preventivas para a saúde da articulação são suficientes. Em outros, a reabilitação está indicada, sempre com profissional qualificado.

Estratégias de reabilitação podem ser importantes: fortalecimento, equilíbrio muscular, alongamento de estruturas encurtadas, melhora de controle proximal (quadril e tronco). Tratamentos mais complexos podem ser indicados em caso de lesões específicas.

Faz mal estalar as articulações propositalmente com frequência?

Muitas pessoas estalam as articulações propositalmente. Se os estalos não são acompanhados de outros sintomas, como dor, inchaço ou travamento, provavelmente isso não será prejudicial. Não existe nenhuma evidência que estalar cause desgaste.

Mesmo assim, não recomendamos estalar as articulações voluntariamente. Os movimentos bruscos ou forçando o extremo da mobilidade articular não é benéfico, e um mau jeito nesses movimentos poderia causar estiramentos das estruturas ligamentares.

Saiba mais sobre o movimento patelar >
O que é a condropatia >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Especialista
Especialista

Dr. Márcio R. B. Silveira, ortopedista especialista em joelho, ortopedia do idoso e traumatologia esportiva. Criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar na prevenção e tratamento de doenças ortopédicas. Especializado e atuante no tratamento da condropatia atráves de orientações adequadas para os pacientes sobre as terapias, que são conservadoras (sem cirurgia), com protocolos eficazes, evitando agravamento da doença da cartilagem e a necessidade de procedimentos invasivos, além de suporte de avaliações posturais e do movimento, medicações e reabilitação direcionada.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *